Quem Somos
  Nossa Opinião
  Cursos e Visitas
  Turismo Educacional
  Turismo Religioso
  Jornal Assiraj
  Loja Virtual
  Sermões de Sexta-Feira
 Baixe Revistas Grátis
  O Islã em Arquivos
  Livros Virtuais
  Baixe Livros Grátis
  Trabalhos Acadêmicos
 
  Islamismo
  Leia o Alcorão Sagrado
  Princípios Religiosos
  Práticas Religiosas
  Perguntas e Respostas
  Calendário Islâmico
  Aulas de Religião
  Horários das Orações
 
 
SOBRE A VISITA DO AIATOLÁ MOHSEN ARAKI AO BRASIL
por: Marcelo Buzetto
A PALESTINA NÃO É AQUI, NEM FICA EM ISRAEL
por: Salem Nasser
 
  Jurisprudência
  A profecia e os profetas
  O Profeta Muhammad
  Os Imames
  Dia da Ressurreição
  Assuntos Sociais
  A Economia no Islã
  Espaço da Mulher
  Sites Recomendados
  Jesus no Alcorão
 
  Tour Virtual
  Vídeos
  Recitação do Alcorão
  Papéis de Parede
  Proteções de Tela
  Recitação de Súplicas
 
 

cadastre-se para receber
os Informativos.


Email:

 
 

 

 

 

 

 

"AL FURCAN"

(O DISCERNIMENTO)


Revelada em Makka; 77 versículos, com exceção dos versículos 68 a 70, que foram revelados em Madina.

25ª SURATA

Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.

Bendito seja Aquele que revelou o Discernimento ao Seu servo – para que fosse um admoestador da humanidade -,


O Qual possui o reino dos céus e da terra. Não teve filho algum, nem tampouco teve parceiro algum no reinado. E criou todas as coisas, e deu-lhes a devida proporção.


Não obstante, eles adoram, em vez d’Ele, divindades que nada podem criar, posto que elas mesmas foram criadas. E não podem prejudicar nem beneficiar a si mesmas, e não dispõem da morte, nem da vida, nem da ressurreição.


Os incrédulos dizem: Este (Alcorão) não é mais do que uma calúnia(1050) que ele (Mohammad) forjou, ajudado por outros homens! Porém, com isso, proferem uma iniqüidade e uma falsidade.


E afirmam: São fábulas dos primitivos que ele mandou escrever. São ditadas a ele, de manhã e à tarde!(1051)


Dize-lhes: Revelou-mo Quem conhece o mistério dos céus(1052) e da terra, porque é Indulgente, Misericordiosíssimo.


E dizem: Que espécie de Mensageiro é este que come as mesmas comidas e anda pelas ruas? Por que não lhe foi enviado um anjo, para que fosse, junto a ele, admoestador?


Ou por que não lhe foi enviado um tesouro? Ou por que não possui um vergel do qual desfrute? Os iníquos dizem ainda: Não seguis senão um homem enfeitiçado!


Olha com o que te comparam! Porém, assim se desviam, e nunca encontrarão senda alguma.(1053)


Bendito seja Quem, se Lhe aprouver, pode conceder-te algo melhor do que isso, (tais como): jardins, abaixo dos quais correm os rios, bem como palácios.


Qual! Negam o advento da Hora! Temos destinado o tártaro para aqueles que negam a Hora:


Quando este (o tártaro), de um lugar longínquo, os avistar, eles lhe ouvirão o ribombar e a crepitação.


E quando, acorrentados, forem arrojados nele, em um local exíguo, suplicarão então pela destruição!


Não clameis, hoje, por uma só destruição; clamai, outrossim, por muitas destruições!


Pergunta-lhes: Que é preferível: isto, ou o Jardim da Eternidade que tem sido prometido aos devotos como recompensa e destino,


De onde obterão tudo quanto anelarem, e em que morarão eternamente, porque é uma promessa inexorável do teu Senhor?


No dia em que Ele os congregar, com tudo quanto adoram em vez de Deus, Ele dirá: Fostes vós, acaso, aqueles que extraviaram estes Meus servos ou foram eles que se extraviaram?


Responderão: Glorificado sejas! Não nos era dado adotar outros protetores em vez de Ti! Porém, agraciaste-os (com bens terrenos), bem como seus pais, até que se esqueceram da Mensagem e foram desventurados.


(Deus dirá aos idólatras): Eis que as vossas divindades vos desmentem, no que afirmastes, não podereis esquivar-vos do castigo, nem socorrer-vos. A quem, dentre vós, tiver sido iníquo, infligiremos um severo castigo.


Antes de ti jamais enviamos mensageiros que não comessem os mesmo alimentos e caminhassem pelas ruas, e fizemos alguns, dentre vós, tentarem os outros. Acaso (ó fiéis), sereis perseverantes? Eis que o teu Senhor é Onividente.(1054)


Aqueles que não esperam o comparecimento ante Nós, dizem: Por que não nos são enviados os anjos, ou não vemos nosso Senhor? Na verdade, eles se ensoberbeceram e excederam em muito!


No dia me que virem os anjos, nada haverá de alvissareiro para os pecadores, e (aqueles) lhe dirão: É uma barreira intransponível.


Então, Nos disporemos a aquilatar as suas ações, e as reduziremos a moléculas de pó dispersas.


Nesse dia, os diletos do Paraíso estarão abrigados, no mais digno e prazeroso lugar de repouso.


Será o dia em que o céu se fenderá com os cirros, e os anjos serão enviados, em longa e esplendorosa fila.


Nesse dia, a verdadeira soberania será do Clemente, e será um dia aziago para os incrédulos.


Será o dia em que o iníquo morderá as mãos e dirá: Oxalá tivesse seguido a senda do Mensageiro!(1055)


Ai e mim! Oxalá não tivesse tomado fulano por amigo,


Porque me desviou da Mensagem, depois de ela me ter chegado. Ah! Satanás mostra-se aviltante para com os homens!


E o Mensageiro dirá: Ó Senhor meu, em verdade o meu povo tem negligenciado este Alcorão!(1056)


Assim destinamos a casa profeta um adversário entre os pecadores; porém, baste teu Senhor por Guia e Socorredor.


Os incrédulos dizem: Por que não lhe foi revelado o Alcorão de uma só vez? (Saibam que) assim procedemos para firmar com ele o teu coração, e to ditamos em versículos, paulatinamente.


Sempre que te fizerem alguma refutação, comunicar-te-emos a verdade irrefutável e, dela, a melhor explanação.


Aqueles que forem congregados, de bruços, ante o inferno, encontrar-se-ão em pior posição, e ainda mais desencaminhados.


Havíamos concedido o Livro a Moisés e, como ele, designamos como vizir seu irmão, Aarão.


E lhe dissemos: Ide ao povo que desmentiu os Nossos Sinais. E os destruímos completamente.


E afogamos o povo de Noé quando desmentiu os mensageiros, e fizemos dele um sinal para os humanos; e destinamos um doloroso castigo aos iníquos.


E (exterminamos) os povos de Ad, de Tamud, e os habitantes de Arras(1057) e, entre eles, muitas gerações.


A cada qual narramos parábolas e exemplificamos, e a casa um aniquilamos por completo, devido (aos seus pecados).


(Os incrédulos) têm passado, freqüentemente, pela cidade, sobre a qual foi desencadeada a chuva nefasta.(1058) Não tem visto, acaso? Sim; porém, não temem a ressurreição.


E quando te vêem, escarnecem-te, dizendo: É este Deus que enviou por Mensageiro?


Ele esteve a ponto de desviar-nos dos nossos deuses, e assim aconteceria, se não tivéssemos sido constantes com eles! Porém, logo saberão, quando virem o castigo, mormente quem estiver mais desencaminhado!


Não tens reparado em quem toma por divindade os seus desejos? Ousarias advogar por ele?


Ou pensas que a maioria deles ouve ou compreende? Qual! São como o gado; qual, são mais irracionais ainda!


Não tens reparado em como o teu Senhor projeta(1059) a sombra? Se Ele quisesse, fá-la-ia estável! Entretanto, fizemos do sol o seu regente.(1060)


Logo a recolhemos(1061) até Nós, paulatinamente.(1062)


Ele foi Quem vos fez a noite por manto, o dormir por repouso, e fez o dia como ressurreição.(1063)


Ele é Quem envia os ventos alvissareiros(1064), mercê da Sua misericórdia; e enviamos do céu água pura,


Para com ela reviver uma terra árida, e com ela saciar tudo quanto temos criado: animais e humanos.


Em verdade, distribuímo-la (a água) entre eles, para que (de Nós) recordem-se; porém, a maioria dos humanos o nega (iniquamente).


E se quiséssemos, teríamos enviado um admoestador a cada cidade.


Não dês ouvido aos incrédulos; mas combate-os com denoda, com este (o Alcorão).


Ele foi Quem estabeleceu as duas massas de água;(1065) uma é doce e saborosa, e a outra é salgada e amarga, e estabeleceu entre amas uma linha divisória e uma barreira intransponível.


Ele foi Quem criou os humanos da água,(1066) aproximando-os, através da linhagem(1067) e do casamento; em verdade, o teu Senhor é Onipotente.


Não obstante, adoram, em vez de Deus, o que não pode beneficiá-los, nem prejudicá-los, sendo que o incrédulo é partidário (de Satanás) contra o seu Senhor.(1068)


E não te enviamos, senão como alvissareiro e admoestador.


Dize-lhes: Não vos exijo, por isso, recompensa alguma, além de pedir, a quem quiser encaminhar-se até a senda do seu Senhor, que o faça.


E encomenda-te ao Vidente, Imortal, e celebra os Seus louvores; e basta Ele como Sabedor dos pecados dos Seus servos.


Foi ele Quem criou, em seis dias, os céus e a terra, e tudo quanto existe entre ambos; então assumiu o Trono. O Clemente! Interroga, pois, acerca disso, algum entendido (no assunto).


E quando lhes é dito: Prostrai-vos ante o Clemente!, dizem: E quem é o Clemente? Temos de nos prostrar ante quem nos mandas? E isso lhes agrava a aversão.


Bendito seja Quem colocou constelações no firmamento e pôs, nele, uma lâmpada(1069) em uma lua refletidora.


E foi Ele Quem fez a noite suceder ao dia, para quem recordar ou demonstrar gratidão.


E os servos do Clemente são aqueles que andam pacificamente pela terra e, e quando os insipientes lhes falam, dizem: Paz!


São aqueles que passam a noite adorando o seu Senhor, quer estejam prostrados ou em pé.


São aqueles que dizem: Ó Senho nosso, afasta de nós o suplício do inferno, porque o seu tormento é angustiante.


Que péssima estancia e o lugar de repouso!


São aqueles que, quando gastam, não se excedem nem mesquinham, colocando-se no meio-termo(1070)


(Igualmente o são) aqueles que não invocam, com Deus, outra divindade, nem matam nenhum ser que Deus proibiu matar, senão legitimamente, nem fornicam;(1071) (pois sabem que) quem assim proceder, receberão a sua punição:


No Dia da Ressurreição ser-lhes-á duplicado o castigo; então, aviltados, se eternizarão (nesse estado).


Salvo aqueles que se arrependerem, crerem e praticarem o bem; a estes, Deus computará as más ações como boas, porque Deus é Indulgente, Misericordiosíssimo.


Quanto àquele que se arrepender e praticar o bem, converter-se-á a Deus sinceramente.


Aqueles que não perjurarem e, quando se depararem com vaidades, delas se afastarem com honra,


Aqueles que, quando lhes forem recordados os versículos do seu Senhor, não os ignorarem, como se fossem surdos ou cegos,


E aqueles que disserem: Ó Senhor nosso, faze com que as nossas esposas e a nossa prole sejam o nosso consolo, e designa-nos imames dos devotos,


Tais serão recompensados, por sua perseverança, com o empíreo, onde serão recebidos com saudação e paz,


E onde permanecerão eternamente. Que magnífica estancia e o lugar de repouso!


Dize (àqueles que rejeitam): Meu Senhor não Se importará convosco, se não O invocardes. Mas desmentistes (a verdade), e por isso haverá um (castigo) inevitável.

 


 

 

 
Safar de 1439





Acesse a versão Real Paper do Jornal Assiráj
Clique Aqui












 

 

 

inicial | artigos | notícias | contato


2007 Todos os Direitos Reservados - ibeipr.com.br ®
Desenvolvido por Fatcho