Quem Somos
  Nossa Opinião
  Cursos e Visitas
  Turismo Educacional
  Turismo Religioso
  Jornal Assiraj
  Loja Virtual
  Sermões de Sexta-Feira
 Baixe Revistas Grátis
  O Islã em Arquivos
  Livros Virtuais
  Baixe Livros Grátis
  Trabalhos Acadêmicos
 
  Islamismo
  Leia o Alcorão Sagrado
  Princípios Religiosos
  Práticas Religiosas
  Perguntas e Respostas
  Calendário Islâmico
  Aulas de Religião
  Horários das Orações
 
 
SOBRE A VISITA DO AIATOLÁ MOHSEN ARAKI AO BRASIL
por: Marcelo Buzetto
A PALESTINA NÃO É AQUI, NEM FICA EM ISRAEL
por: Salem Nasser
 
  Jurisprudência
  A profecia e os profetas
  O Profeta Muhammad
  Os Imames
  Dia da Ressurreição
  Assuntos Sociais
  A Economia no Islã
  Espaço da Mulher
  Sites Recomendados
  Jesus no Alcorão
 
  Tour Virtual
  Vídeos
  Recitação do Alcorão
  Papéis de Parede
  Proteções de Tela
  Recitação de Súplicas
 
 

cadastre-se para receber
os Informativos.


Email:

 
 

 

 

 

 

 

"AN NAJM"

(A ESTRELA)


Revelada em Makka; 62 versículos, com exceção do versículo 32, que foi revelado em Madina.

53ª SURATA

Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.

Pela estrela(1548), quando cai,


Que vosso camarada(1549) jamais se extravia, nem erra,


Nem fala por capricho.


Isso não é senão a inspiração que lhe foi revelada,


Que lhe transmitiu o fortíssimo(1550),


O sensato, o qual lhe apareceu (em sua majestosa forma).


Quando estava na parte mais alta do horizonte.


Então, aproximou-se dele estreitamente,


Até a uma distância de dois arcos(1551) (de atirar setas), ou menos ainda.


E revelou ao Seu servo o que Ele havia revelado.


O coração (do Mensageiro)(1552) não mentiu, acerca do que viu.


Disputareis, acaso, sobre o que ele viu?


Realmente o viu, numa Segunda descida,(1553)


Junto ao limite da árvore de lótus(1554).


Junto à qual está o jardim da morada (eterna)(1555).


Quando aquela coisa envolvente cobriu a árvore de lótus,


Não desviou o olhar, nem transgrediu.


Em verdade, presenciou os maiores sinais do seu Senhor.


Considerai Al-Lát e Al-Uzza.(1556)


E a outra, a terceira (deusa), Manata.


Porventura, pertence-vos o sexo masculino e a Ele o feminino(1557)?


Tal, então, seria uma partilha injusta.


Tais (divindades) não são mais do que nomes, com que as denominastes, vós e vossos antepassados, acerca do que Deus não vos conferiu autoridade alguma. Não seguem senão as sua próprias conjecturas e as luxúrias das suas almas, não obstante ter-lhes chegado a orientação do seu Senhor!


Porventura, obterá o homem tudo quanto ambiciona?


Sabei que só a Deus pertence a outra vida e a presente.


E quantos anjos há nos céus, cujas intercessões de nada valerão, salvo a daqueles que a Deus aprouver e comprazer!


Sabei que aqueles que não crêem na outra vida denominam os anjos com nomes femininos,


Embora careçam de todo o conhecimento a esse respeito. Não fazem senão seguir conjecturas, sendo que a conjectura jamais prevaleceu, em nada, sobre a verdade.


Afasta-te pois, de quem desdenha a Nossa Mensagem, e não ambiciona senão a vida terrena.


Tal é o alcance do seu conhecimento(1558). Em verdade, teu Senhor é o mais conhecedor de quem se desvia da Sua senda, assim como é o mais conhecedor de quem se encaminha.


A Deus pertence tudo quanto existe nos céus e na terra, para castigar os malévolos, segundo o que tenham cometido, e recompensar os benfeitores com o melhor.


Estes são os que se abstêm dos pecados graves e das obscenidades, conquanto cometam faltas leves. Que saibam que o teu Senhor é Amplo na indulgência; Ele vos conhece melhor do que ninguém, uma vez que foi Ele Que vos criou na terra, em que éreis embriões nas entranhas de vossas mães. Não atribuais pois, pureza a vós mesmo, porque Ele bem conhece os tementes.


Que opinas, pois, de quem desdenha,


Que pouco dá, e, depois, endurece (o coração)?


Porventura, está de posse do incognoscível e prognostica (o futuro)?


Qual, não foi inteirado de tudo quanto contêm os livros de Moisés,(1559)


E os de Abraão (1560), que cumpriu (as suas obrigações),


De que nenhum pecador arcará com culpa alheia?(1561)


De que o homem não obtém senão o fruto do seu proceder?


De que o seu proceder será examinado?(1562)


Depois, ser-lhe-á retribuído, com a mais eqüitativa recompensa?


E que pertence ao teu Senhor o limite(1563).


E que Ele faz rir e chorar.


E que Ele dá a vida e a morte.


E que Ele criou (tudo) em pares: o masculino e o feminino(1564),


De uma gosta de esperma, quando alojada (em seu lugar).


E que a Ele compete a Segunda criação(1565).


E que Ele enriquece e dá satisfação(1566).


E que Ele é o Senhor do (astro) Sírio(1567).


E que Ele exterminou o primitivo povo de Ad (1568).


E o povo de Tamud, sem deixar (membro) algum?


E, antes, o povo de Noé, porque era ainda mais iníquo e transgressor?


E destruiu as cidades nefastas (Sodoma e Gomorra)?


E as cobriu com um véu envolvente?


De qual das mercês do teu Senhor duvidas, pois, (ó humano)?


Eis aqui uma admoestação dos primeiros admoestadores.


Aproxima-se a Hora iminente!


Ninguém, além de Deus, poderá revelá-la.


Por que vos assombrais, então, com esta Mensagem?


E rides ao invés de chorardes,


Em vossos lazeres?


Prostrai-vos, outrossim, perante Deus, e adorai-O.

 


 

 

 
Zul Hijjah de 1438





Acesse a versão Real Paper do Jornal Assiráj
Clique Aqui












 

 

 

inicial | artigos | notícias | contato


2007 Todos os Direitos Reservados - ibeipr.com.br ®
Desenvolvido por Fatcho