Quem Somos
  Nossa Opinião
  Cursos e Visitas
  Turismo Educacional
  Turismo Religioso
  Jornal Assiraj
  Loja Virtual
  Sermões de Sexta-Feira
 Baixe Revistas Grátis
  O Islã em Arquivos
  Livros Virtuais
  Baixe Livros Grátis
  Trabalhos Acadêmicos
 
  Islamismo
  Leia o Alcorão Sagrado
  Princípios Religiosos
  Práticas Religiosas
  Perguntas e Respostas
  Calendário Islâmico
  Aulas de Religião
  Horários das Orações
 
 
A PALESTINA NÃO É AQUI, NEM FICA EM ISRAEL
por: Salem Nasser
QUANDO SURGIU O TERRORISMO
por: José Farhat
 
  Jurisprudência
  A profecia e os profetas
  O Profeta Muhammad
  Os Imames
  Dia da Ressurreição
  Assuntos Sociais
  A Economia no Islã
  Espaço da Mulher
  Sites Recomendados
  Jesus no Alcorão
 
  Tour Virtual
  Vídeos
  Recitação do Alcorão
  Papéis de Parede
  Proteções de Tela
  Recitação de Súplicas
 
 

cadastre-se para receber
os Informativos.


Email:

 
 

 

 

 

 

 

"CAF"

(A LETRA CAF)


Revelada em Makka; 45 versículos, com exceção de versículo 38, que foi revelado em Madina.

50ª SURATA

Em nome de Deus, o Clemente, o Misericordioso.

Caf.(1519) Pelo Alcorão glorioso (que tu és o Mensageiro de Deus).


Qual ! Admiram-se de que lhes tenha surgido um admoestador de sua estirpe. E os incrédulos dizem: Isto é algo assombroso.


Acaso, quando morrermos e formos convertidos em pó, (seremos ressuscitados)? Tal retorno será impossível!


Nós já sabemos a quantos deles tem devorado a terra, porque possuímos um Livro de registros.


Não obstante, desmentem a verdade quando esta lhes chega, e, ei-los aí em estado caótico.


Porém, não reparam, acaso, no céu que está acima deles? Como o construímos(1520) e o adornamos, sem abertura aparente?


E dilatamos a terra, fixando nela (firmes) montanhas,(1521) produzindo aí toda a formosa espécie, em pares,


Para a observação e recordação de todo o servo contrito.


E enviamos do céu a água bendita, mediante a qual produzimos jardins e cereais para a colheita.


E também as frondosas tamareiras, cujos cachos estão carregados de frutos em simetria,


Como sustento para os servos; e fazemos reviver, com ela, (a água) uma terra árida. Assim será a ressurreição!


Antes deles, desmentiram os mensageiros o povo de Noé, os moradores de Arrass(1522) e o povo de Samud.


O povo de Ad, o Faraó, os irmãos de Lot,


Os habitantes da floresta e o povo de Tubba(1523) todos desmentiram os mensageiros e todos mereceram a Minha advertência.


Porventura, exaurimo-nos com a primeira criação? Qual! Estão em dúvida acerca da nova criação.


Criamos o homem e sabemos o que a sua alma lhe confidencia, porque estamos mais perto dele do que a (sua) artéria jugular.


Eis que dois (anjos da guarda),(1524) são apontados para anotarem (suas obras), um sentado à sua direita e o outro à esquerda.


Não pronunciará palavra alguma, sem que junto a ele esteja presente uma sentinela(1525) pronta (para a anotar).


E a hora da morte trará a verdade: Eis do que tentáveis escapar!


E a trombeta soará. Eis aí o dia da advertência.


E cada alma comparecerá, acompanhada de um anjo, como guia, e outro, como testemunha.


(Ser-lhe-á dito): Estavas descuidado a respeito disto; porém, agora removemos o teu véu; tua vista será penetrante, nesse dia.


E seu acompanhante dirá: Aí está (o registro dos teus atos) completo comigo.


(Depois da sentença será dito aos anjos da guarda) : Precipitai no inferno todo o incrédulo obstinado,


Que obstruirá o bem, era profanador, dubitável,


Que atribuía a Deus outras divindades. Arrojai-o, pois, no severo tormento!


Seu acompanhante (sedutor) dirá: Ó Senhor nosso, eu não o fiz transgredir; porém, ele é que estava em um erro profundo.


Dir-lhes-á (Deus): Não disputeis em Minha presença, uma vez que nos enviei antecipadamente a advertência.


A palavra é insubstituível perante Mim, e jamais sou injusto para com os Meus servos.


Naquele dia perguntaremos ao inferno: Estás já repleto? E responderá: Há alguém mais?


E o Paraíso, para os tementes, estará preparado, não longe dali.


Eis aqui o que se promete a todo o arrependido, observante (dos preceitos),


Que teme intimamente o Clemente e comparece, com um coração contrito.


Entrai nele (o Paraíso), em paz! Eis aqui o Dia da Eternidade!


Lá terão tudo quanto desejarem, e mais ainda, em Nossa presença.


E quantas gerações, anteriores a eles e mais poderosas do que eles, temos aniquilado! Conquanto percorressem a terra, tiveram porventura, alguma escapatória?


Em verdade, nisto há uma mensagem(1526) para aquele que tem coração, que escuta atentamente e é testemunha (da verdade).


Criamos os céus e a terra e, quanto existe entre ambos, em seis dias, e jamais sentimos fadiga alguma.


Tolera, pois, tudo quanto te dizem, e celebra os louvores do teu Senhor, antes do nascer do sol e antes do acaso.


E glorifica-O ao anoitecer e no fim das prostrações.


E aguarda o dia em que o convocador fizer a chamada, de um lugar próximo.


Dia esse em que ouvirão verdadeiramente o estrondo; tal será o dia da Ressurreição!


Somos Nós que damos a vida e a morte, e a Nós será o retorno.


Tal acontecerá, no dia em que a terra se fender acima deles (e eles saírem) apressadamente (dos sepulcros): isso será a congregação, fácil para Nós.


Nós bem sabemos tudo quanto dizem, e tu não és o seu incitador. Admoesta, pois, mediante o Alcorão, a quem tema a Minha ameaça!

 


 

 

 
Shawal de 1438





Acesse a versão Real Paper do Jornal Assiráj
Clique Aqui












 

 

 

inicial | artigos | notícias | contato


2007 Todos os Direitos Reservados - ibeipr.com.br ®
Desenvolvido por Fatcho