Quem Somos
  Nossa Opinião
  Cursos e Visitas
  Turismo Educacional
  Turismo Religioso
  Jornal Assiraj
  Loja Virtual
  Sermões de Sexta-Feira
 Baixe Revistas Grátis
  O Islã em Arquivos
  Livros Virtuais
  Baixe Livros Grátis
  Trabalhos Acadêmicos
 
  Islamismo
  Leia o Alcorão Sagrado
  Princípios Religiosos
  Práticas Religiosas
  Perguntas e Respostas
  Calendário Islâmico
  Aulas de Religião
  Horários das Orações
 
 
SOBRE A VISITA DO AIATOLÁ MOHSEN ARAKI AO BRASIL
por: Marcelo Buzetto
A PALESTINA NÃO É AQUI, NEM FICA EM ISRAEL
por: Salem Nasser
 
  Jurisprudência
  A profecia e os profetas
  O Profeta Muhammad
  Os Imames
  Dia da Ressurreição
  Assuntos Sociais
  A Economia no Islã
  Espaço da Mulher
  Sites Recomendados
  Jesus no Alcorão
 
  Tour Virtual
  Vídeos
  Recitação do Alcorão
  Papéis de Parede
  Proteções de Tela
  Recitação de Súplicas
 
 

cadastre-se para receber
os Informativos.


Email:

 
 

 

 

 

 


ASSUNTOS SOCIAIS

 

O Islã e a saúde

Efeito da oração sobre o corpo e nossa saúde

A oração e o louvor são as comunicações íntimas entre Deus e o homem, entre o criado e o Criador.

A oração dá sossego e tranqüilidade aos corações fatigados, molestados, intranqüilos e é a essência da purificação interna e a iluminação para a alma humana. É um compromisso, uma motivação para atuar, uma mobilização e anúncio de que se está preparando da maneira mais sincera, longe de qualquer engano ou desilusão; é um programa para descobrir o “eu” para, posteriormente, construí-lo espiritualmente. Em outras palavras, é uma relação de benefício contínuo com a fonte de toda bondade, quer dizer, Deus Todo-Poderoso.

A oração não é outra coisa que uma atenção constante de Deus, é um canal que dá um contato permanente e um vínculo firme com Deus Todo-Poderoso, porque contém, em seu ritual, um resumo completo dos dogmas e da doutrina religiosa islâmica.

Podemos comparar a oração com o alimento do qual necessita o corpo durante um período de 24 horas.

No sistema social, o Islã tem em conta o corpo, a mente e a alma dos seres humanos, preconizando atitudes e pensamentos que têm por objetivo último lograr sua prosperidade e felicidade.

O mesmo se cumpre exatamente quando se realizam as orações, porque, nestes momentos, tanto o corpo quanto a mente e a alma estão em ação.(1)

O corpo se envolve na oração islâmica de uma forma completa, pois a cabeça, tronco, braços e pernas põem-se em movimento: em pé, inclinado e prostrado.

O cientista hindu, doutor Abdul Shakur Abdul Latif, disse que a oração ajuda no bom funcionamento dos aparelhos e sistemas do organismo, incluindo o cérebro. Este último recebe numerosas vantagens, como por exemplo, uma adequada oxigenação e um fluxo sanguíneo melhor.

Conclui-se que um dos efeitos positivos da oração sobre o corpo é o aumento significativo do fluxo de sangue ao cérebro, fazendo com que as células cerebrais sejam melhor oxigenados e alimentados. Isto contribuiu, por sua vez, para que estejam mais saudáveis, evitando algum tipo de infecção neurológica. A oração também auxilia os pulmões, que aumentam suas defesas contra os micróbios e bactérias, melhora a função renal, ajudando aos rins a filtrar, limpar e manter o equilíbrio químico do sangue.

Por sua vez, a execução do “Ruku’” - ou genuflexão (ajoelhar inclinando a cabeça) - permite ao coração melhorar a circulação. Durante esta posição, o coração bombeia mais sangue por minuto, ocorrendo uma adaptação circulatória, que desvia grande parte do fluxo sanguíneo, desde os tecidos menos ativos até os músculos, aumentando este fluxo através dos pulmões.

Durante a posição de sentado, entre as duas genuflexões a pressão sobre os músculos das pernas, favorecendo a circulação sanguínea e linfática da parte distal para a proximal (dos pés à cabeça) e melhora a oxigenação muscular.

Durante o “Sujud” - ou prosternação - o sangue flui em maior quantidade até os pulmões. Com melhor circulação linfática, os glóbulos brancos eliminam e rechaçam os micróbios e bactérias, melhorando, assim, o sistema imunológico.

Nos movimentos que se realizam durante a oração, os músculos e as articulações têm uma grande atividade, e isto pode prevenir casos de dor e rigidez músculo-articular.

Rezar prolonga a vida

Realizar a oração da manhã (Salatu Sobh) todos os dias é a melhor forma de evitar problemas cardíacos, como a arteriosclerose, disse recentemente um estudo científico desenvolvido pela Sociedade Cardíaca da Jordânia. Segundo essa pesquisa, dormir muito durante o dia ou a noite é um fator causador de enfermidades cardíacas.

Segundo esse órgão de pesquisa, quando uma pessoa dorme demasiadamente, as batidas de seu coração têm uma diminuição de até 50 por minuto. Esta diminuição do pulso também diminui a circulação sanguínea nas artérias e intestinos, o que finalmente leva à formação de coágulos, que obstruem estas vias, dificultando ainda mais a circulação sanguínea, o que pode levar ao infarto do miocárdio (ataque cardíaco).

Os estudos aconselham os adultos a não dormir mais de quatro horas por dia, além de ressaltar a necessidade de movimentar o corpo ou exercitar-se, ao acordar. “A oração da manhã, realizada a tempo todos os dias, já é suficiente. Se for realizada em congregação, será muito melhor” ressaltou o estudo, adicionando que “aqueles muçulmanos acostumados a acordar cedo pela manhã e ir à mesquita a esta hora, realizam um excelente exercício, por meio do qual mantêm seus corações em bom funcionamento.”

O doutor Daniel Hall, da America Board of Family Medicine, realizou um estudo com centenas de pessoas que dedicaram sua vida a práticas religiosas constantes. O estudo prova que há uma relação direta entre longevidade e religiosidade, concluindo que as pessoas que não rezam tendem a apresentar maiores problemas de saúde em relação àqueles que rezam regularmente.

Alimentação

A alimentação prescrita pelo Islã é também um guia de saúde e isto se reflete nas tradições do Profeta e de sua Família Purificada (a.s.). A proibição dos embriagantes, da carne do porco e dos animais que não tenham sido sacrificados em nome do Todo-Poderoso é um sinal de que deve existir uma relação de importância entre o que se come e o estado espiritual e físico do ser humano.

Um alimento muito comum no mundo islâmico é a tâmara, tanto que era uma dieta do Santo Profeta. Citamos, a seguir, várias narrações com respeito a este alimento:

Disse o Profeta Mohammad (s.a.a.a.s):

“Depois do parto, a primeira coisa que a mulher deve comer é uma tâmara, porque não há algo melhor a dar-lhe do que o que Deus fez comer ao Profeta.”

Disse o Profeta (s.a.a.a.s):

“A tâmara elimina as enfermidades porque tem muitas qualidades benéficas”.

A ciência moderna atesta este dito, encontrando que esta fruta:

o Pode ser consumir em dietas especiais e serve para emagrecer;
o Elimina a anemia, por possuir ferro em sua constituição;
o Serve para evitar o câncer, porque tem magnésio;
o Fortalece os ossos e os dentes, porque tem fósforo e cálcio;
o Melhora a visão e protege a umidade dos olhos, porque tem vitamina A;
o Melhora a atividade sexual;
o Fortalece os nervos auditivos, especialmente nos adultos;
o Contem vitamina B1;
o Regula a atividade da glândula tireóide;
o Por conter fósforo, ajuda o bom funcionamento das células cerebrais;
o É boa para evitar as enfermidades do fígado e melhora a aparência da pele evitando o ressecamento e fortalece as unhas;
o Melhora a digestão porque contém fibra, melhorando assim a função intestinal;
o Equilibra os ácidos estomacais, porque contém sais de cálcio e potássio;
o O consumo de tâmaras por parte de mãe, durante a amamentação, é benéfica para a alimentação do bebê, aumentando a produção de leite ;
o Seu consumo é importante durante a gravidez, pois controla as contrações uterinas durante o parto.

Alguns hadices (ditos) de Ahlul Bait (3) sobre a saúde:

Disse o Profeta Mohammad (s.a.a.a.s), o mais sábio entre os sábios:

“Não se fartem ao comer para que a luz da sabedoria não se apague em suas provações.”

Disse o Imam Ali (a.s.):

“Aquele que come menos clarifica sua mente”;

“A inteligência e a gula não caminham na mesma direção.”

Um estudo recente descobriu que comer muito aumenta o açúcar no sangue, o qual debilita a capacidade de estudar e pensar.

Disse o Profeta Mohammad (s.a.a.a.s):

“Comei alho e curai-vos, porque o alho cura 70 enfermidades”.

Pois é exatamente isso que tem mostrado a ciência atualmente, ou seja, que o alho é um eficiente antibiótico natural, protegendo o corpo de muitas doenças. Os médicos aconselham comer dois dentes de alho diariamente, para proteger o coração e as artérias, evitar vários tipos de câncer e proteger-se de enfermidades pulmonares. (2)

 

Fonte: Revista Kauzar – Ano XII – Nº 46 e 47 – 2007

 

 

 


 

 

 
Safar de 1439





Acesse a versão Real Paper do Jornal Assiráj
Clique Aqui












 

 

 

inicial | artigos | notícias | contato


2007 Todos os Direitos Reservados - ibeipr.com.br ®
Desenvolvido por Fatcho