Quem Somos
  Nossa Opinião
  Cursos e Visitas
  Turismo Educacional
  Turismo Religioso
  Jornal Assiraj
  Loja Virtual
  Sermões de Sexta-Feira
 Baixe Revistas Grátis
  O Islã em Arquivos
  Livros Virtuais
  Baixe Livros Grátis
  Trabalhos Acadêmicos
 
  Islamismo
  Leia o Alcorão Sagrado
  Princípios Religiosos
  Práticas Religiosas
  Perguntas e Respostas
  Calendário Islâmico
  Aulas de Religião
  Horários das Orações
 
 
SOBRE A VISITA DO AIATOLÁ MOHSEN ARAKI AO BRASIL
por: Marcelo Buzetto
A PALESTINA NÃO É AQUI, NEM FICA EM ISRAEL
por: Salem Nasser
 
  Jurisprudência
  A profecia e os profetas
  O Profeta Muhammad
  Os Imames
  Dia da Ressurreição
  Assuntos Sociais
  A Economia no Islã
  Espaço da Mulher
  Sites Recomendados
  Jesus no Alcorão
 
  Tour Virtual
  Vídeos
  Recitação do Alcorão
  Papéis de Parede
  Proteções de Tela
  Recitação de Súplicas
 
 

cadastre-se para receber
os Informativos.


Email:

 
 

 

 

 

 

O Tributo

"Al-Khoms", ou seja, o tributo, foi mencionado nas revelações de Deus Supremo:

"E sabei que, de tudo quanto despojardes, a quinta parte pertence a Deus, ao Mensageiro e seus parentes...".

Alcorão Sagrado (C. 8, V. 41).

E dos tributos financeiros que o Islam impõe sobre os muçulmanos, há o tributo chamado "Al-Khoms", ou seja, o Islam determina uma taxa independente da "Azzacát", no valor de 20% do seguinte:

1 - Dos espólios de guerra.

2 - Do lucro anual.

3 - Dos metais (ouro, prata e pedras preciosas).

4 - Daquilo que se adquire dos mergulhos (Pérolas, esponjas, etc...).

5 - Do preço do terreno que o "protegido" compra de um muçulmano (o protegido paga a 5ª parte do valor do terreno).

6 - Do dinheiro lícito que se misturou com o que veio do ilícito e não há como definí-lo e saber o seu valor, então retira-se do total a 5ª parte e distribui de acordo com o deferimento de uma autoridade legal.

7 - De tesouros encontrados.

Enfim, o Islam determina o tributo financeiro equivalente a 20% do mencionado acima, e que, as autoridades legais se comprometem em destribuí-lo para a melhoria das condições gerais e evolução da sociedade, tomando as medidas econômicas necessárias, incluindo o "Azzacát" e outros tributos e taxas.

Extraído do livro: Os Princípios Islâmicos.

 

 


 

 

 
Moharram de 1439





Acesse a versão Real Paper do Jornal Assiráj
Clique Aqui












 

 

 

inicial | artigos | notícias | contato


2007 Todos os Direitos Reservados - ibeipr.com.br ®
Desenvolvido por Fatcho