Quem Somos
  Nossa Opinião
  Cursos e Visitas
  Turismo Educacional
  Turismo Religioso
  Jornal Assiraj
  Loja Virtual
  Sermões de Sexta-Feira
 Baixe Revistas Grátis
  O Islã em Arquivos
  Livros Virtuais
  Baixe Livros Grátis
  Trabalhos Acadêmicos
 
  Islamismo
  Leia o Alcorão Sagrado
  Princípios Religiosos
  Práticas Religiosas
  Perguntas e Respostas
  Calendário Islâmico
  Aulas de Religião
  Horários das Orações
 
 
SOBRE A VISITA DO AIATOLÁ MOHSEN ARAKI AO BRASIL
por: Marcelo Buzetto
A PALESTINA NÃO É AQUI, NEM FICA EM ISRAEL
por: Salem Nasser
 
  Jurisprudência
  A profecia e os profetas
  O Profeta Muhammad
  Os Imames
  Dia da Ressurreição
  Assuntos Sociais
  A Economia no Islã
  Espaço da Mulher
  Sites Recomendados
  Jesus no Alcorão
 
  Tour Virtual
  Vídeos
  Recitação do Alcorão
  Papéis de Parede
  Proteções de Tela
  Recitação de Súplicas
 
 

cadastre-se para receber
os Informativos.


Email:

 
 

 

 

 

 


20/07 - MUÇULMANA CEARENSE LANÇA CAMPANHA

Entre as duras realidades com as quais a fotógrafa cearense Karine Garcêz esbarrou durante viagens aos países asiáticos do Líbano, Turquia e Síria, a situação das crianças em campos de refugiados a tocou de modo particular. “Elas não querem brinquedos, estão trocando isso por caderno, caneta e comida”, declara. Na tentativa de mudar uma parcela desse panorama, a muçulmana lançou a campanha “Infância Refugiada”, que tem o objetivo de arrecadar recursos para levar crianças e adolescentes de volta à escola.

O projeto reúne fotografias de pequenos refugiados, tiradas entre 2014 e 2015 nos países por onde Karine passou. Com o dinheiro que conseguir na campanha de financiamento coletivo, lançada há três semanas, a cearense pretende expor as fotos em Fortaleza, vender “lembrancinhas” e arrecadar os recursos necessários para as ações humanitárias.

“Todo o dinheiro vai ser entregue à ONG Al Wafaa Campaign, que atua nesses campos de refugiados, e ela vai aplicar em projetos de educação. Dentro dos campos, há professores que se refugiaram, então eles podem dar aula, mas precisam de um local e de material escolar”, explica Karine, voluntária da ONG holandesa.

Como ajudar


Qualquer pessoa pode contribuir com o projeto Infância Refugiada doando um valor a partir de R$ 20 na plataforma Catarse. Para cada doação, há recompensas como bottoms, cartões-postais, marcadores de página, bonecas de pano e até fotografias da exposição.

 
Quem são os refugiados

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) reconhece as pessoas que foram obrigadas a deixar o país em razão de conflitos armados, violência generalizada e violação massiva dos direitos humanos. Outras perseguições relacionadas à raça, religião, nacionalidade, grupo social ou opinião política também podem levar grupos a migrarem de seus países.

O novo país, entretanto, nem sempre é um bom abrigo. “É um campo aberto e não tem saneamento básico. As crianças vivem em barracas de plástico. Na época de inverno, não têm como se aquecer, e lá neva. Para ir à escola, precisam pegar ônibus. E como eles vivem de ajuda humanitária, não têm dinheiro para nada”, descreve a muçulmana.

Além de tudo isso, outro grande problema enfrentado por mulheres e crianças é o abuso sexual, imposto muitas vezes como condição para que consigam recursos básicos como água e comida. Essa realidade é retratada em uma webcomic (ou história em quadrinhos) elaborada por Karine, a história de Mariam. Clique aqui para acessar.

Cearense, fotógrafa e muçulmana

Questionadora desde pequena, Karine sempre buscou respostas suficientes para as curiosidades que tinha, encontrando no Islamismo. A religião, predominante no mundo árabe, ainda é motivo para que a cearense de Antônio Diogo, distrito de Redenção, sofra preconceitos e discriminações em terras nordestinas, transtornos que ela transforma em motivação para ajudar o próximo.

Fonte: www.verdinha.com.br

 

 

| voltar



 

 

 
Moharram de 1439





Acesse a versão Real Paper do Jornal Assiráj
Clique Aqui












 

 

 

inicial | artigos | notícias | contato


2007 Todos os Direitos Reservados - ibeipr.com.br ®
Desenvolvido por Fatcho